Qual é a Causa da Maioria dos Acidentes Fatais de Embarcações

schedule
WRITTEN
3 Nov 2023

Descobrir um dos Grandes Lagos de Michigan é a maneira mais divertida de passar um lindo dia. Existem um total de quatro lagos. Infelizmente, esses lagos são populares entre os navegantes, o que aumenta a possibilidade de você estar envolvido em um acidente enquanto estiver na água.

Devido ao tamanho de muitas embarcações e às especificidades das colisões, esses tipos de acidentes quase sempre têm o potencial de resultar na morte de alguém. Este site responde à pergunta: "Qual é a causa mais comum de acidentes fatais com barcos?"

Se você foi ferido em um acidente de barco ou um membro de sua família foi morto em uma tragédia relacionada a barcos, você pode ter direito a uma compensação financeira.

Advogados de lesões pessoais no estado de Michigan investigarão sua reivindicação para determinar quem é responsável por seus ferimentos ou pela morte de um ente querido.

Qual é a Causa Principal das Fatalidades em Acidentes de Barco?

Os navegantes morrem com mais frequência em colisões do que por qualquer outra causa. Você pode colidir com outras embarcações ou equipamentos aquáticos, pessoas nadando ou até mesmo objetos que não estão em movimento.

Se um mergulhador colidir com uma embarcação em alta velocidade, é quase certo que sofrerá ferimentos graves que podem ser fatais. Se uma embarcação colidir com outra embarcação ou equipamento aquático, há uma boa chance de que alguém saia gravemente ferido ou até mesmo morra.

Quando uma embarcação colide com um objeto fixo, como um cais ou um recife, o impacto pode machucar alguém, e se o navio afundar, a pessoa pode morrer.

Quais São as Causas Mais Comuns de Acidentes com Barcos?

A cada ano, vários acidentes com barcos ocorrem, e embora muitas circunstâncias contribuam, a maioria dos incidentes apresenta características comuns e poderia ter sido evitada se o operador tivesse tomado cuidados extras. As causas mais comuns de acidentes de lazer com barcos são as seguintes:

1. Ociosidade do Operador:

De acordo com a Guarda Costeira dos EUA, o fator que mais contribui para os acidentes com embarcações é a falta de atenção do operador. Enquanto estiver na água, os operadores devem priorizar a segurança. Embora andar de barco com amigos e família seja muito divertido, é fundamental manter-se ciente do ambiente enquanto a embarcação está em movimento.

2. Operador Inexperiente:

Os operadores de embarcações devem estar familiarizados não apenas com a legislação náutica, mas também com as características da embarcação que pretendem usar na água. Fazer um curso de educação náutica é uma ótima maneira de começar e aprender a operar uma embarcação com segurança. A conclusão do curso não apenas fornece compreensão de todas as regras e regulamentos de navegação, mas também economiza dinheiro no seguro.

3. Falha na Vigilância Adequada:

Isso inclui não designar um vigia e não manter um olhar atento sobre o ambiente da embarcação, o que inclui estar ciente de áreas rasas, marés incomuns, cabos de energia e pilares. Se alguém na festa estiver envolvido em esportes aquáticos, como esqui aquático, tubing ou wakeboard, o vigia deve informar corretamente qualquer embarcação próxima de que alguém está na água.

4. Direção, Passageiros ou Esquiadores Descuidados:

Qualquer pessoa a bordo de uma embarcação que age de maneira imprudente pode enfrentar punições graves. A superlotação da embarcação pode resultar em capotamento em situações extremas. Pessoas que caem na água são a segunda maior causa de acidentes fatais com barcos. Portanto, todos devem ter cuidado quando estiverem na água.

5. Manutenção Insuficiente:

As embarcações, assim como qualquer outro veículo, exigem manutenção regular. A falta de manutenção adequada da embarcação pode resultar em colisões ou capotamentos. Problemas no motor ou na direção podem resultar em ferimentos graves, e a ausência de equipamentos adequados a bordo, como coletes salva-vidas, luzes de navegação ou sinalizadores, pode agravar uma situação já perigosa.

6. Avaria do Equipamento:

Os fabricantes devem garantir que seus produtos sejam seguros para uso diário. Se um produto for defeituoso ou perigoso, diversas regulamentações exigem que os fabricantes cumpram o requisito de "responsabilidade estrita" por quaisquer ferimentos subsequentes.

Esse padrão, ao contrário da negligência ou da intenção de causar danos, não exige que um autor demonstre tais fatores. Em vez disso, a lei permite que uma pessoa ferida busque compensação, estabelecendo que um fabricante violou sua obrigação.

7. Excesso de Velocidade:

Embora um corpo de água aberto seja o local ideal para testar a velocidade de uma embarcação, velocidades mais baixas permitem uma melhor visibilidade de outras embarcações, perigos e obstáculos. O excesso de velocidade frequentemente resulta em capotamentos, quedas na água e ferimentos graves nas pessoas envolvidas.

Por lei, os navegantes devem reduzir a velocidade perto da costa ou de embarcações ancoradas. Essas diretrizes existem para a segurança de todos e devem ser rigorosamente seguidas.

8. Consumo de Álcool:

Navegadores e motoristas estão sujeitos às mesmas leis de concentração de álcool no sangue (BAC). Operar uma embarcação com uma concentração de álcool no sangue (BAC) superior a 0,08 é uma infração criminal. É comum as pessoas beberem cerveja enquanto andam de barco, mas o fato de não ser um carro não significa que o condutor está isento das leis de dirigir sob a influência do álcool.

9. Condições climáticas adversas e perigosas:

Navegar é um esporte de verão favorito, mas é também quando a maioria dos acidentes de barco ocorre, especialmente entre os visitantes.

Além disso, condições climáticas adversas, como ventos fortes, podem gerar águas perigosas, e se aventurar nessas condições pode ser perigoso, especialmente para operadores inexperientes. Sair com tempo ruim aumenta o risco de um desastre com barco.

10. Outras Lesões Não Fatais em Acidentes de Barco:

Mesmo que uma pessoa não esteja submersa em um acidente de barco, ainda corre o risco de desenvolver lesões pós-natais. Aqueles que se afogam, mas são ressuscitados e resgatados, ainda podem sofrer de hipotermia, pneumonia, lesões cerebrais, hipóxia cerebral, coma, desequilíbrios de fluidos e síndrome da angústia respiratória aguda.

Todas essas são dificuldades graves, mas as lesões que podem resultar do corte do suprimento de oxigênio para o cérebro podem causar danos a longo prazo para os quais não existem tratamentos comprovados. Em casos graves de síndrome da angústia respiratória aguda, as vias aéreas nos pulmões de uma pessoa incham e se enchem de líquido, potencialmente levando à hipóxia e morte.

Outras lesões, como lesões cerebrais traumáticas, lesões na medula espinhal, sangramento interno, órgãos machucados ou perfurados, ossos quebrados e queimaduras, podem ser sofridas em um acidente de barco como resultado de acidentes ou impactos. Outras lesões que podem ocorrer em um acidente de barco incluem ossos fraturados, queimaduras e ossos quebrados.

Quais Leis se Aplicam a Acidentes de Barco:

Uma vez que as regras que regem a navegação podem variar de um lugar para outro, a localização do incidente é um fator significativo na determinação das leis que se aplicam ao incidente.

Além de cumprir as regras marítimas federais e internacionais, é também necessário cumprir as regulamentações e legislação do estado relevante.

No entanto, acidentes que ocorrem em corpos d'água menores, como lagos e rios, geralmente são regidos por leis municipais e estaduais, em vez de regulamentos marítimos, que se aplicam apenas a atividades que ocorrem no mar ou em águas internacionais. Um acidente em águas abertas deve ser relatado em quase todos os casos.

Como Prevenir Acidentes Fatais com Barcos:

Para evitar que as pessoas se machuquem ou morram enquanto nadam, a melhor coisa a fazer é tomar medidas para evitar acidentes. Há momentos em que é sensato garantir que a pessoa que está pilotando o barco tenha a licença apropriada. Certificar-se de que haja dispositivos de flutuação suficientes a bordo e que todas as pessoas usem coletes salva-vidas o tempo todo também é muito importante.

A pessoa que está pilotando o barco não deve estar sob efeito de drogas ou álcool, e também deve seguir todas as regras de segurança padrão para embarcações. Outra boa dica de segurança para barcos é estar preparado para um acidente.

Além disso, se alguém precisar de ajuda, ter as ferramentas certas, como celulares, rádios e dispositivos de sinalização, é útil. E ter um kit de primeiros socorros com você reduz o tempo necessário para obter ajuda médica rapidamente.

Perguntas Frequentes

P1. Quais são os tipos mais comuns de acidentes de barco?

Colisões são o tipo mais prevalente de acidente de barco. Esses incidentes podem ocorrer devido a duas embarcações colidindo ou uma única embarcação colidindo com um objeto fixo, um nadador ou encalhando. Como os passageiros de barcos raramente estão seguros, eles podem ser arremessados para fora do barco, se afogar ou atingir uma parte da embarcação, causando lesões graves.

P2. Onde ocorre a maioria dos acidentes de barco?

O Oceano Pacífico é o cenário da maioria dos acidentes de barco na Califórnia, com Newport Harbor e Baía de San Diego sendo os dois locais mais comuns. O Rio Colorado é o segundo local mais comum para acidentes de barco.

Conclusão:

Em resumo, a maioria dos acidentes de barco fatais é causada por uma combinação de circunstâncias. Erro humano, especialmente de operadores inexperientes, navegação prejudicada devido ao consumo de álcool ou drogas e comportamento irresponsável, é um fator significativo.

Acidentes também podem ser causados por fatores ambientais, como mau tempo. Além disso, a falta de equipamento de segurança suficiente e a falta de cumprimento das regras de navegação aumentam o risco de ocorrências fatais na água.

Iniciativas de educação e conscientização, bem como práticas adequadas de navegação, são essenciais para prevenir essas mortes e manter vias navegáveis mais seguras para todos os navegantes.

Shop With MarineBroker!
Get Access To Handpicked Boat Accesories in our Shop

More news

Kando Series Ava Yacht
Second F100 by Amer Yachts
How to Drive a Pontoon Boat?
What to look for in a boat before buying it? – Checklist for boats for sale!
Van Geest Design Presents 130 Metre Concept Project Aura
Ganimede the 113m yacht by Fincantieri
Ocean Alexander unveils new Explorer superyacht line
Which Boats are The Most Reliable?
The Mast on this 260-foot Ice-Class Explorer Yacht Concept Rotates and Lowers on Demand
How to Anchor Your Boat

From Our Boat Database

3D Tender Patrol 760
Sanlorenzo Bliss Easy
A-Yachts a39
Alloy Yachts Destination
Aquador 21 WAE
Alloy Yachts Legend
Antonini Navi Island
Anytec A30
Alfastreet Marine 32 Cabin Outboard
Archipelago 52F
Get FREE access to our boating newsletter
Enter your email below to get access
👇
We have the highest respect for your inbox and only send the best, helpful content.
Share